Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Devaneios de Miss L

09
Abr21

EXPECTATIVA DO LIVRO || LOLITA


Miss L

Olá Nossos Devanienses!

 

Aventuras na História · Lolita: Uma das obras mais infames do século 20

 

Chegou a hora de ler este clássico. Segundo a Wikipédia, trata-se do seguinte:

Lolita é um romance de 1955 escrito pelo romancista Russo Americano Vladimir Nabokov. O romance é notável por seu assunto controverso: o protagonista e narrador não confiável, um professor universitário de Literatura de meia-idade sob o pseudônimo Humbert Humbert, está obcecado por Dolores Haze, de 12 anos, com quem ele se torna sexualmente envolvido após ele se tornar padrasto dela. "Lolita" é seu apelido privado para Dolores. O romance foi originalmente escrito em inglês e primeiro publicado em Paris em 15 de setembro de 1955 pela Olympia Press. Mais tarde foi traduzido para russo pelo próprio Nabokov e publicado em Nova Iorque em 1967 pela Phaedra Publishers.

Afirmam que é um tema pesado, mas o meu interesse está em ser um clássico. A sinopse é a seguinte:

«Quase quarenta anos depois, este romance tão artificial criou uma nova palavra internacional ("lolita"), inventou uma América — a dos motéis e autoestradas — de que se nutre ainda boa parte da narrativa americana contemporânea, é uma das obras com o inglês mais rico e preciso da literatura deste século e, ao contrário das acusações iniciais de pornografia que teve de sofrer, é talvez — e no que me diz respeito — o romance mais melancólico, elegante e lírico de quantos li.» .

As opiniões dividem-se entre bem escrito e perturbador. A leitura não é fácil, mas ficamos com uma dualidade de sentimentos. Por um lado é inacreditável e inaceitável, por outro queremos saber o que se passa a seguir.

Na Wook refere o seguinte sobre o Autor:

Escritor norte-americano de origem russa, nascido em 1899 e falecido em 1977, exilou-se com a família na Inglaterra, França e Alemanha. Neste último país, escreveu, em russo, a primeira parte da sua obra literária, de entre a qual se destaca Mashenka e Glória.
Em 1940 partiu para os Estados Unidos da América, adquirindo a nacionalidade americana em 1945. Começou a escrever em inglês, mantendo, nas obras deste período, o fundo fantástico, a visão irónica da vida quotidiana e a mestria formal que já havia demonstrado, e almejou levar a cabo um retrato da sociedade norte-americana através das suas convenções culturais e posturas perante o sexo.
São dignas de nota as narrativas: "Invitation to a Beheading", "The Real Life of Sebastian Knight", "Lolita", um grande êxito editorial transposto para o cinema por S. Kubrick e cujo argumento se baseia nos amores de um homem adulto por uma adolescente, "Pale Fir", Pnin, Ada; or Ardor: A Family Chronicle" e "Speak Memory".

Espero que nao seja muito traumatizante.

Beijokitaz

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub