Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Devaneios de Miss L

25
Fev21

COMO SER UMA BLOGGER? || MISS L


Miss L

Olá Nossos Devanienses!

 

Home Office, Workstation, Macbook Air, Notebook, Office

 

          Não basta ter um Blog para se ser Blogger. Isso é básico. Até porque é uma profissão séria como qualquer outra e isso é um facto. Para se ser Blogger é preciso preencher alguns requisitos e não vale a pena nega-lo.

          Um Blogger não pode dar erros, pelos menos, deve evita-los ao máximo. Como se evitam os erros ortográficos?, perguntarão vocês. Básico, basta ler. Ler muito. Não importa o que se lê, mas sim ler. Toda a gente gosta de ler, alguns não encontraram o seu género. Só escreve bem quem quer hoje em dia.

          Redes Sociais. Sim, são importantes. Aquelas que te sentes à-vontade para te divulgares. Eu, por exemplo, não tenho o Twitter, pois nunca tive essa necessidade. Não tenho Snapchat, porque nunca o entendi, achei uma perda de tempo e apaguei o aplicativo. 

          Estudar e trabalhar bem no artigo que vais fazer. Outro ponto bastante óbvio. Tens de dar uma boa imagem aos teus leitores. Escrever algo que sabes e tens segurança nisso para teres credibilidade. Eu por exemplo, tenho a agenda aqui ao lado com todos os tópicos que reuni ontem. 

          Inspiraste-te é diferente de plagiar. Devemos citar as fontes. Até porque se plagias uma vez, o teu trabalho perde logo o valor.

          Outro ponto crucial é criar amor. Uma rede de trabalho. Pessoas que gostem do trabalho. Há-de haver alguém que se identifique.

          MUITO IMPORTANTE: Ter muita, mas mesmo muita paciência. As coisas não aparecem dum dia para o outro. Por vezes, nem dum ano para o outro. É um trabalho muito duro. O trabalho não nasce feito. Tens de o fazer para aparecer.

          Responde a tudo, seja no Blog como nas Redes Sociais com carinho e amor.

          E o que é ser Blogger?, perguntarão vocês. É uma marca e deves-te comportar como tal.

          Sente-te à-vontade com o teu trabalho. Este ponto junta-se com outro que é seres tu própria. É fundamental. “Mas eu própria dou erros gramaticais.”. Dás, porque queres. Podes mudar isso se quiseres ser Blogger. Se não quiseres, passa à frente.

          Usa imagens que não são do Google, devido ao Artigo 13. Usa fotografias tiradas por ti ou do Pixabay. Foi um banco de imagens gratuito que a minha Professora de Informática me mostrou. Muito útil.

          Pronta para pores as mãos à obra? Força!

Beijokitaz

19
Dez20

RESENHA DO FILME || DILEMA DAS REDES SOCIAIS


Miss L

Olá Nossos Devanienses!

 

Artigo | "O dilema das redes": entre a humanidade e a | Cultura

 

Adorei este documentário. Foi bem resumido. Bem específico. Com bons exemplos. Tem pessoas a contarem como é trabalhar na internet e tem imagens duma Família dita normal. 

Uma miúda chegou ao ponto de partir uma caixa para tirar o telemóvel, pois não conseguia esperar duas horas para a mesma abrir. Partiu o ecrã do Irmão; não se responsabilizou pelo seu acto, pois não foi educada para tal e essa responsabilidade passou para Mãe que por sua vez desafiou o Filho a ficar uma semana sem o telemóvel para ter em troca o arranjo do ecrã. Até uma criança de 5 anos se responsabiliza pelos seus actos se for assim educada. Caso contrário, chega à fase adulta e não tem a miníma responsabilidade sobre os seus actos. Acha que um "desculpa" seco resolve tudo. Dá um encontrou a uma pessoa que está a comer uma sandes de almoço, por exemplo, a mesma cai ao chão e só pede desculpa. Que se lixe aquela pessoa se aquela sandes era a única coisa que ela tinha para almoçar. É a geração de hoje em dia.

O correcto, no caso desta Família, era para começar, acompanhar os Filhos para não chegar a este ponto. Se chegar a este ponto, a Filha tem de ter a capacidade de se responsabilizar pelo que fez sem prejudar ainda mais o dono do telemóvel. Ou seja, pagar o ecrã e facultar outro telemóvel, pelo menos no mesmo nível do que estragou, durante o conserto. Sem esquecer de tratar de todo o processo. Isto sim é responsabilidade. Para a próxima, aprende a esperar. Também esperou para nascer e esse tempo foi passado sem telemóvel! 

Se não dá para dar a educação, também não dá para ter. A criança nasce tem de ser educada. Ponto. Se não tem tempo para educar, não tenha Filhos. Simples.

Uma das personagens acha que perdeu a relação da sua vida, porque não usou tanto o telemóvel.

Referem à auto-estima e o que as redes sociais podem fazer, ou seja, basta um comentário negativo no meio de mil positivos para destruir muita gente. E também refere como mexe com a nossa querida auto-estima e ansiedade. 

Está um documentário fantástico! Vejam!

Beijokitaz

17
Dez20

EXPECTATIVA DO FILME || DILEMA DAS REDES SOCIAIS


Miss L

Olá Nossos Devanienses!

 

O Dilema das Redes Sociais | Site Oficial da Netflix

 

Realmente, as redes sociais são um dilema. Nós quando fazemos uma pesquisa no Google, a mesma depende dois factores: Onde moramos e o que o Google sabe sobre nós. Não há coincidências quando nos referimos à internet. Todas as redes sociais têm a sua parte sombria. Sabemos que o dono do Facebook vendeu os dados dos utilizadores. Foi ele quem inventou a pólvora? Não. Os dados valem muito dinheiro, até de Clientes queimados. Clientes queimados são aqueles que nem podem ouvir falar de Call Centers. E agora com a protecção dos dados pessoais, essas listas ainda valem mais. 

Uma rede social não é apenas uma rede social. Claro que as Fake News se espalham mais depressa. Mesmo sem o ver, acho que vai ser um documentário interessante, pois é um tema, que se for bem explorado, dá que pensar. Não é que não tenhamos a noção. Por vezes, estamos a falar com alguém sobre "perfumes", abrimos o perfil do Facebook e tem lá anúncios sobre isso. Estamos a ser vigiados. Ou também, o caso, de quando estamos a pesquisar uma viagem, abrimos o Facebook e somos logo bombardiados com anúncios de viagens ao local da nossa pesquisa. O objectivo deles é venderem, obviamente. 

Estou ansiosa por ver.

Beijokitaz

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub